Arquivo da tag: primeiro

O primeiro livro a gente nunca esquece (O Estrangulador, Sidney Sheldon).

estrangulador

Hoje pela manhã, me deparei conversando sobre livros com uma colega. Não demorou muito até que eu me indagasse: “Qual foi o primeiro livro que li em minha vida?”. Voltei no tempo, até chegar à antiga 6ª série do ensino fundamental. Eu tinha 12 anos. E foi ali que eu li o meu primeiro livro de verdade (por escolha, vontade própria, sem ser aqueles livros de 4 páginas com a história da Chapeuzinho Vermelho). Era “O Estrangulador”, de Sidney Sheldon. Comecei bem! O livro estava na biblioteca do colégio, editora Ática, série “Para gostar de ler”.

A história de “O Estrangulador” se passa em Londres, onde uma série de assassinatos de mulheres chama a atenção da polícia. Esta manda um jovem policial, Sekio Takagi, para investigar essas misteriosas mortes, até que um dia uma de suas vítimas escapa e começa a cooperar com a polícia. Akiko e Sekio se apaixonam. Ele a salva da morte no último momento e Alan (o estrangulador) é preso. Temos em “O Estrangulador” grandes momentos de ação e suspense onde o tempo é precioso e cada segundo pode ser fatal. É provável que Sheldon tenha se inspirado no lendário (ou real) personagem de Jack, o Estripador(serial killer).

Exponho aqui a importância de incentivar as crianças à leitura com livros bons e adequados à idade. Não do jeito que fazem. Vejo vários pais querendo que os filhinhos leiam livros tipo “O Príncipe”, de Nicolau Maquiavel. Ou até livros da nossa literatura adulta, como Guimarães Rosa, Machado de Assis, Jorge Amado. Não! Ainda não é tempo. Há tempo para tudo. Quando levar o seu filho à livraria, deixe que ele escolha aqueles livros de histórias em quadrinhos, mesmo que só tenha figuras em sua maioria. A ideia é fazer com que ele se interesse.

Foi a partir de “O Estrangulador” que eu comecei a gostar de ler e depois comecei a escrever o meu próprio livro. Veja que eu comecei muito tarde. Aos 12 anos, o ideal é que o jovem já seja um leitor assíduo. Lembro-me que eu contava aos meus colegas sobre a história desse livro com a mesma empolgação que relatava outrora os filmes bons. Naquele momento, desejei que um dia falassem de meus livros com a mesma motivação.

Talvez este não tenha sido o melhor livro que eu já li na vida. Não posso dizer que “O Estrangulador” foi melhor que “Peter Pan e Wendy”, “O Hobbit”, “O Senhor dos Aneis” e “O Último Reino”. Mas com certeza será sempre um livro inesquecível, pois, além de ser muito bom, foi o primeiro livro da minha vida. E o primeiro livro a gente nunca esquece.

E você? Qual o seu primeiro livro?

Tags: (mundo, livro, literatura, leitor, escritor, livro, acácio, souto, leitoreiro, frase, citações, leitura, autor).

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Resenhas